Se alguém fizer perguntas muito profundas, descobrirá uma grande confusão no sistema moderno de educação. Sob estas circunstâncias, os alunos precisam compreender o propósito da educação, colocar na prática o seu conhecimento e vivenciar a bem-aventurança que advém disto. O homem atualmente teve um grande progresso no campo da ciência, mas isto não deve torná-lo egoísta. A ciência está ligada à educação mundial. O que o homem precisa é de um bom caráter. A educação mundana não traz virtudes para o homem. Aquele que estabelece ideais para a sociedade por suas virtudes e as pratica é verdadeiramente educado. Os alunos de hoje estão tentando dominar várias formas de conhecimento, mas são incapazes de compreender a natureza do seu corpo e da sua mente. O mesmo foi dito por Winston Churchill uma vez: ‘O homem conquistou tudo, mas não conquistou a si mesmo’. O homem moderno conhece tudo, exceto a si mesmo. Conhecer a si mesmo é positivo e conhecer o mundo é negativo. Não é uma qualidade para o verdadeiro aluno adquirir diplomas para meramente conseguir um emprego. Um aluno verdadeiro partilhará o seu conhecimento com seus colegas e levará uma vida exemplar.

“Você poderá dominar todas as formas de conhecimento,
Você poderá conquistar os adversários num debate,
Você poderá lutar com valor pessoal e coragem no campo de batalha,
Você poderá ser um imperador reinando sobre reinos enormes,
Você poderá oferecer vacas e ouro como um ato de caridade,
Você poderá contar as incontáveis estrelas no céu,
Você poderá dizer os nomes das diferentes criaturas vivas na terra,
Porém é impossível controlar o corpo, a mente e os sentidos.
Volte a visão para dentro
E atinja o estado supremo de equanimidade da mente”.
(poema télugo)”

Sathya Sai Baba, A Humanidade e o caráter são as marcas da verdadeira Educação, 22 de novembro de 2001.